Quinta, 06 de agosto de 2020
77 99111-1342
Brasil

13/07/2020 ás 17h05

951

Paulo Flores

Bahia-Brasil / BA

Homem que viralizou após velar corpo da mãe sozinho morre carbonizado
José Ricardo Fernandes Ribeiro teria sido atacado na quitinete em que morava, no Conjunto Estrela do Sul, na última sexta-feira (10).
Homem que viralizou após velar corpo da mãe sozinho morre carbonizado
José Ricardo Fernandes, em publicação feita por ele próprio no Facebook em 2019 (Foto: Redes Sociais)

O homem que viralizou na internet após velar e enterrar a mãe sozinho, no ano passado, morreu neste domingo (12), no Hospital Estadual de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), em Goiânia, após ter 80% do corpo queimado. José Ricardo Fernandes Ribeiro teria sido atacado na quitinete em que morava, no Conjunto Estrela do Sul, na última sexta-feira (10). Ele foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital.

Segundo o dono da quitinete em que José Ricardo morava, os vizinhos perceberam que havia fogo no local e acionaram o socorro. A vítima foi resgatada por equipes do Samu e Bombeiros, e transportada para o hospital de helicóptero. A autoria e a motivação do crime ainda são desconhecidas.

José Ricardo vivia sozinho e seu único familiar é um filho de 19 anos que mora na cidade de São Domingos, e com o qual não mantinha contato, conforme informou a mãe do rapaz. A ex-esposa de José Ricardo falou também à reportagem que ela e o filho não têm condições de custear o velório e o sepultamento. O corpo segue no Instituto Médico Legal (IML) de Goiânia.

Os conhecidos de José Ricardo acreditam que o crime possa ter relação com um dinheiro que ele receberia proveniente de uma vakinha online. Após ele ter ficado conhecido com a postagem sobre a morte da mãe, várias pessoas sensibilizaram-se para ajudá-lo, e uma quantia de aproximadamente R$ 30 mil foi depositada em sua conta. O dono da quitinete informou ainda que o celular da vítima foi roubado e suas contas nas redes sociais foram excluídas.

A reportagem entrou em contato com a Polícia Civil para obter mais informações sobre a investigação do caso, mas não obtivemos resposta até o fechamento desta matéria.

FONTE: jornalamericanense

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2020 :: Todos os direitos reservados