Quinta, 27 de janeiro de 2022
77 99111-1342
Saúde

15/07/2020 ás 16h45

488

Paulo Flores

Bahia / BA

Hepatite mata 1,4 milhões de pessoas no mundo todo ano
Mesmo com todas as atenções voltadas para pandemia do novo coronavírus, as autoridades de saúde fazem um alerta muito importante para um outro tipo de vírus que também pode matar
Hepatite mata 1,4 milhões de pessoas no mundo todo ano
Foto reprodução

Mesmo com todas as atenções voltadas para pandemia do novo coronavírus, as autoridades de saúde fazem um alerta muito importante para um outro tipo de vírus que também pode matar. A Organização Mundial de Saúde (OMS) então designou o mês de julho, onde foi criado o Julho Amarelo, como o Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais. O órgão alerta que o impacto dessas infecções acarreta aproximadamente 1,4 milhões de mortes anualmente no mundo.

Pensando nisso, o Grupo Institucional Vontade de Viver, faz um trabalho sem fins lucrativo, em Salvador, com a finalidade de conscientizar a população sobre os riscos da doença, alertar sobre as formas de prevenção e incentivar as pessoas a se vacinarem contra as hepatites A e B e a buscarem o diagnóstico precoce e o tratamento.

O presidente da Instituição Romulo Corrêa, fala da importância desse debate. Trabalhar com uma equipe comprometida com a causa das Hepatites Virais é um privilégio. Juntos construímos uma história de luta contra essas doenças. Todos aqueles que passaram pela diretoria do Grupo Vontade de Viver conviveram direta ou indiretamente com a Hepatite C, transformando suas experiências em prol da luta contra as Hepatites Virais”.

O presidente explica, ainda que neste mês de luta contra as hepatites virais, o Grupo pode contar com o apoio de diversos órgão para fortalecer a campanha. “A Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), também fornece material, orienta ações de combate à doença através de campanhas de prevenção, testagem e vacinação”, disse Romulo Corrêa.

De acordo com o Ministério da Saúde, as hepatites virais são um grave problema de saúde pública no Brasil e no mundo. É uma infecção que atinge o fígado, causando alterações leves, moderadas ou graves. Na maioria das vezes são infecções silenciosas, ou seja, não apresentam sintomas. Entretanto, quando presentes, podem se manifestar como: cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras.

Em relação ao Brasil, as hepatites virais mais comuns são causadas pelos vírus A, B e C. Existem ainda, com menor frequência, o vírus da hepatite D (mais comum na região Norte do país) e o vírus da hepatite E, que é menos frequente no Brasil, sendo encontrado com maior facilidade na África e na Ásia.

Ainda segundo o Ministério da Saúde, as infecções causadas pelos vírus das hepatites B ou C frequentemente se tornam crônicas. Contudo, por nem sempre apresentarem sintomas, grande parte das pessoas desconhecem ter a infecção.

“Isso faz com que a doença possa evoluir por décadas sem o devido diagnóstico. O avanço da infecção compromete o fígado sendo causa de fibrose avançada ou de cirrose, que podem levar ao desenvolvimento de câncer e necessidade de transplante do órgão”, explica.

FONTE: trbn.com.br

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2022 :: Todos os direitos reservados