Terça, 11 de agosto de 2020
77 99111-1342
Polícia

30/07/2020 ás 12h14 - atualizada em 30/07/2020 ás 12h14

974

Paulo Flores

Bahia-Brasil / BA

Eunápolis: Garotas desaparecem após festa em barco com grupo de bandidos
Vídeos que circulam em redes sociais mostram as garotas de 15, 17 e 18 anos dançando e se divertindo com um grupo de traficantes em um rio no distrito de Trancoso, litoral sul de Porto Seguro.
Eunápolis: Garotas desaparecem após festa em barco com grupo de bandidos
Foto reprodução

Uma festa em um barco, com muita bebida alcoólica, música e churrasco pode ter ligação com o desaparecimento de quatro jovens, na última segunda-feira (27), em Eunápolis.

Vídeos que circulam em redes sociais mostram as garotas de 15, 17 e 18 anos dançando e se divertindo com um grupo de traficantes em um rio no distrito de Trancoso, litoral sul de Porto Seguro.

As imagens, feitas pelos próprios bandidos no último domingo (26), foram compartilhadas em grupos de aplicativo de celular.

No dia seguinte, após voltarem para Eunápolis, e se reunirem na casa de uma delas, no Juca Rosa, as meninas sumiram.

A Polícia Civil apurou que na segunda-feira (27), por volta das 16h30, alguns homens estiveram no local e as levaram em duas motos para um lugar ainda desconhecido.

Uma das linhas de investigação é que o desaparecimento das amigas esteja relacionado com algum tipo de vingança.

Isso porque, conforme a polícia, as jovens estavam confraternizando com membros de uma facção que domina o crime em Porto Seguro. Esta facção seria rival de outro grupo de traficantes com atuação em Eunápolis.


Pelo simples fato de se envolverem com integrantes de uma organização rival da que domina o crime no bairro onde moram, Jheniffer Amorim Santos, 18 anos, Kethelin Ferreira Fortunato, 17, e as irmãs Cibele Rocha Mello, 17 e Maria Eduarda Oliveira da Rocha Mello, 15 anos, não sabiam que estariam selando o próprio destino.

DENÚNCIAS

A Polícia Civil pede a colaboração da comunidade para solucionar o desaparecimento das jovens. Quem tiver algum informação, deve entrar em contato com o Serviço de Investigação da Delegacia Territorial, por meio do número (9090) 98196-3666, que também funciona como WhatsApp.


 

FONTE: radar64

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2020 :: Todos os direitos reservados