Quarta, 21 de outubro de 2020
77 99111-1342
Polícia

01/10/2020 ás 07h37

466

Paulo Flores

Bahia-Brasil / BA

Polícia Federal estoura laboratório que fabricava notas falsas de R$ 200
Investigadores estimam que os investigados tenham produzido, até o momento, mais de R$ 10 milhões
Polícia Federal estoura laboratório que fabricava notas falsas de R$ 200
Polícia Federal/Divulgação

A Polícia Federal (PF) deflagrou operação para desarticular uma quadrilha de Minas Gerais especializada em fabricar cédulas de dinheiro falsas praticamente idênticas às originais. O grupo, inclusive, já produzia notas falsas de R$ 200 anunciadas pelo Banco Central.
A ação policial, denominada Triângulo das Bermudas, contou com o apoio da Polícia Militar do estado. Segundo os investigadores, o grupo tinha um laboratório gráfico de contrafação das cédulas, que eram vendidas para todo país. O espaço está localizado em Ituiutaba (MG).


    Em revista no laboratório, os policiais encontraram mais de meio milhão de reais em cédulas falsas, de R$ 10 a R$ 200. A Polícia Federal estima que os investigados tenham produzido, até o momento, mais de R$ 10 milhões.

Além do montante de dinheiro falso, a PF também apreendeu impressoras, laminadoras, guilhotinas, máquina de cola quente, telas de marcação, telas de luz, secadores, CPUs, diferentes folhas com marcas d´água e simulações de itens de segurança, invólucros com tintas diversas, papéis diversos para impressão de cédulas, equipamento gráfico, telas de serigrafia, tintas de serigrafia, papéis foil e material de acabamento.

Todo maquinário era usado na falsificação das notas. A corporação não informou quantos eram os investigados.



Grupo estava produzindo notas de R$ 200

FONTE: metropoles

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2020 :: Todos os direitos reservados