Sábado, 27 de novembro de 2021
77 99111-1342
Saúde

05/07/2021 ás 07h16

327

Paulo Flores

Bahia / BA

Ciência explica por que rir faz bem e melhora relacionamentos
Estudos mostram que o riso está relacionado ao nosso bem-estar físico, emocional e mental, e até indica longevidade no casamento
Ciência explica por que rir faz bem e melhora relacionamentos
Foto: Casal gargalha junto/Getty Images

Todo mundo gosta de rir de vez em quando, e a ciência confirma esse sentimento.

Estudos têm mostrado que o riso está relacionado ao nosso bem-estar físico, emocional e mental, e até mesmo aos nossos relacionamentos. Essas são algumas das coisas que você pode não saber sobre o riso.



O riso era uma ferramenta de sobrevivência


Acredita-se que o riso tenha evoluído como uma forma de vínculo social nos animais e como uma forma de expressar uma intenção lúdica. Muitos mamíferos riem quando sentem cócegas e participam de jogos físicos. Mas os humanos não precisam de um gatilho físico para rir, embora geralmente não possamos deixar de rir quando sentimos cócegas.

Janet Gibson, professora emérita de psicologia cognitiva no Grinnell College em Iowa, nos Estados Unidos, diz que o riso evoluiu nos humanos como um sinal de comunicação.

Centenas de anos atrás, "o riso era a cola que mantinha o grupo unido", disse o correspondente médico da CNN, Dr. Sanjay Gupta, em seu podcast Chasing Life.

“A ideia era que o riso fosse um sinal externo que pode dizer ao grupo que está tudo bem, que podemos relaxar. (Não há) nenhuma necessidade de ficar ansioso ou ameaçado pelo que está acontecendo ao nosso redor. Portanto, esta seria realmente uma ótima ferramenta de sobrevivência para grupos humanos”, explicou ele.

"E a crença é que, ao longo dos séculos, o cérebro manteve essas conexões de forma que agora rimos quando ... ouvimos coisas relaxantes, engraçadas, surpreendentes, divertidas."

Os antropólogos acreditam que o riso é universal, mas isso não significa que todas as culturas achem as mesmas coisas engraçadas.



O riso é um ruído primitivo

O riso é um processo surpreendentemente complicado, envolvendo várias regiões do cérebro e do corpo.

Acredita-se que o lobo frontal ajude a interpretar as várias informações recebidas, sons e imagens, e então decidir se são engraçados. Isso desencadeia uma resposta emocional no sistema límbico, que controla sentimentos como prazer e medo e que, por sua vez, estimula o córtex motor, explicou Gupta no podcast. Isso controla a resposta física: as gargalhadas, os roncos e os risos.

“Quando você começa a rir, há uma contração bastante grande na caixa torácica, muito grande e muito rápida. Essas contrações empurram o ar ... ha ha ha. É uma forma muito primitiva de fazer barulho. No nível do cérebro, está associado a uma mudança nas endorfinas circulantes ”, explica Sophie Scott, professora de neurociência cognitiva da University College London.

Isso pode causar uma sensação de alívio da dor. Rir reduz os níveis de adrenalina e, a longo prazo, os níveis de cortisol, o hormônio do estresse, explicou ele. Assim, o riso pode melhorar o humor e tornar a resposta física e emocional ao estresse menos intensa.

"Você fica mais relaxado, menos estressado e tem uma agradável sensação de bem-estar", disse ele.



Casais que riem juntos ficam juntos

Um longo estudo de casais feito pela Universidade da Califórnia, em Berkeley, com mais de 150 relacionamentos de longo prazo, que começou em 1989, sugeriu que o riso é a cola que mantém as pessoas unidas.

Casais satisfeitos riem mais do que casais insatisfeitos, de acordo com a equipe do estudo, liderada por Robert Levenson, professor de psicologia.

Em um experimento, os casais foram convidados a discutir um problema ou conflito em seu relacionamento durante a filmagem, e um polígrafo mediu diferentes sinais fisiológicos e emocionais.

O riso durante uma conversa estressante foi associado a emoções mais positivas.

“Você vê que as pessoas começam a ficar estressadas, e o que você descobre é que os casais que se deparam com uma sensação maior de estresse, aqueles que reagem a isso com risos, não só ficam menos estressados ??imediatamente, mas são casais que tendem a ser mais felizes em seus relacionamentos e tendem a ficar juntos por mais tempo ”, disse Scott, que não participou do estudo.

Não que o riso seja pó mágico. O riso é um sinal pelo qual as pessoas que têm uma relação podem usá-lo para negociar um caminho melhor juntos ", acrescentou.

Ao amenizar situações de estresse, ele disse que o riso pode facilitar a comunicação entre os casais e manter os vínculos da relação, pilares importantes para a satisfação no relacionamento.



É muito difícil explicar por que algo é engraçado

Não existe uma teoria universal que explique o que torna algo engraçado, embora psicólogos e comediantes tenham tentado encontrar uma.

As pessoas às vezes se divertem com os infortúnios dos outros, com a expressão de emoções que, de outra forma, seriam proibidas. Como, ou em violação de uma regra, mas de forma não ameaçadora, disse Scott.

Mas às vezes os sons ou palavras podem ser inerentemente engraçados.

“Qualquer teoria do humor sempre falha porque não podemos explicar todas as coisas que são engraçadas e não pode ser usada para gerar piadas. O riso é uma parte muito importante do jogo, e talvez seja aí que reside grande parte do comportamento lúdico do ser humano adulto, ou seja, torna-se humor.

O riso também pode ter um lado negro.

O riso impróprio às vezes pode ser um sinal de que algo está cognitivamente errado. De acordo com um estudo, um sinal precoce de demência é uma alteração no senso de humor e riso em momentos inadequados.

Além disso, o riso nem sempre acompanha emoções genuínas, mas também pode ser uma forma de exibição social. As pessoas vão usar o riso para desarmar uma situação estressante ou uma piada para quebrar o gelo. No entanto, se vai funcionar ou não, depende da outra pessoa se juntar a você e rir com você, como qualquer pessoa que já fez uma piada inútil sabe.



O riso é sobre pessoas, não piadas

O riso tem 30 vezes mais chance de ocorrer na companhia de outras pessoas do que quando alguém está sozinho. Também é contagioso. É muito mais provável que você ria se ouvir outra pessoa rir.

“Quando você tem endorfinas circulando em seu cérebro, você se sente bem. Quando você ri, você inala mais oxigênio. Assim, todas as células cerebrais recebem mais oxigênio, assim como as células do corpo”, explica Gibson.

“É uma ferramenta em kit de primeiros socorros para ajudá-lo a se sentir melhor. E eu diria que é gratuito e traz todos esses outros benefícios que é uma ótima ferramenta para usar e não deve ser descartado como tolo ou inútil."

É difícil separar os benefícios do riso e o contexto em que você ri. Portanto, se você quiser aproveitar o poder de cura do riso, um filme engraçado pode ajudar, mas o que realmente conta são as conexões que o riso faz com outras pessoas.


(Texto traduzido. Clique aqui para ler o original.)

FONTE: cnnbrasil

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2021 :: Todos os direitos reservados