Quinta, 27 de janeiro de 2022
77 99111-1342
Bahia

12/11/2021 ás 07h19 - atualizada em 12/11/2021 ás 07h20

424

Paulo Flores

Bahia / BA

Luto: Faleceu a fotógrafa e jornalista Edna Nolasco, vítima da Covid-19. Leia a nota da PMVC
Mesmo vacinada duas vezes, Edna acabou por contrair a doença e desde então seu estado de saúde foi se agravando, não resistindo nesta quinta-feira.
Luto: Faleceu a fotógrafa e jornalista Edna Nolasco, vítima da Covid-19. Leia a nota da PMVC
Foto reprodução\VCN

A imprensa e a cultura de Vitória da Conquista estão de luto, com a notícia da morte da jornalista e fotógrafa Edna Nolasco, aos 63 anos, mais uma vítima do coronavírus. Ela era diretora regional do Sinjorba (Sindicato dos Jornalistas da Bahia), e era lutadora dos interesses da classe em todo Sudoeste. Em 2020, Edna conseguiu com que a imprensa conquistense tivesse acesso à vacinação contra gripe, logrando êxito junto à prefeitura.


Em 2021, ela batalhou pela vacinação prioritária dos jornalistas, quando tentou também incluí-los no grupo de trabalhadores prioritários, também logrando êxito. Mesmo vacinada duas vezes, Nolasco contraiu a doença nas últimas semanas, e seu quadro acabou se gravando. Foi necessária sua internação, em uma UTI no Hospital São Vicente, onde ela batalhou pela vida.



A sociedade conquistense entrou então em uma corrente de fé e oração, pelas redes sociais, em prol do seu restabelecimento. Infelizmente ela acabou não resistindo. Ainda não estão públicas a informações sobre locais de velório e sepultamento. A Prefeitura está promovendo um concurso de fotografia, com o nome de Edna, e que agora irá homenageá-la. Aos familiares enlutados, prestamos nossa solidariedade.


Nota de Pesar da PMVC



A fotógrafa e jornalista Edna Nolasco, faleceu na tarde desta quinta-feira (11) vítima da Covid-19. Ela tinha 63 anos e estava internada no Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGVC) desde o dia 26 de outubro. Referência na profissão, exímia fotógrafa, artista sensível e pessoa solidária e querida, Edna foi uma das vozes mais atuantes em defesa da vacina, com movimentos pela imunização dos colegas de profissão e atuante na conscientização sobre a importância da vacina. Ela conseguiu ser vacinada com as duas doses, mas acabou contraindo a doença e deixa família, amigos, colegas e uma imensidão de admiradores de luto. Edna nasceu em Miguel Calmon, no Piemonte da Chapada, em 7 de janeiro de 1958. Passou a viver em Vitória da Conquista no ano de 1965, com sete anos de idade. Aqui, estudou, trabalhou e constituiu família, casando-se com Marisvaldo, com quem teve seis filhos, Keyla, Cristiane, George, Carollini, Joelton e Joelson. Ela também deixa quatro netos: João, Maria, Arthur e Laura. A prefeita Sheila Lemos e a Secretaria Municipal de Comunicação estão de luto e externam suas condolências à família de Edna pela perda insubstituível.


FONTE: vitoriadaconquistanoticias

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2022 :: Todos os direitos reservados