Quarta, 01 de dezembro de 2021
77 99111-1342
Brasil

20/11/2021 ás 06h51

1.305

Paulo Flores

Bahia / BA

Surto de doença 'misteriosa' que causa lesões na pele atinge Pernambuco
O primeiro caso da enfermidade foi registrado em 1º de outubro deste ano, mas até o momento a Secretaria Estadual de Saúde não conseguiu nomear a causa do problema.
Surto de doença 'misteriosa' que causa lesões na pele atinge Pernambuco
"Caroços" na pele de quem sofre com doença desconhecida; até o momento, 148 casos foram registrados Imagem: Reprodução/TV Globo

Os municípios do Recife e de Camaragibe, na região metropolitana da capital de Pernambuco, investigam o surto de uma doença não identificada que causa lesões e coceira na pele. Pessoas que tiveram a doença relataram que começaram a sentir caroços na pele seguidos de uma coceira, forte o suficiente para levá-las a buscar atendimento médico, mas sem que moradores que dividiam casa com elas apresentassem os mesmos problemas, o que levanta questões sobre os meios de transmissão.
O primeiro caso da enfermidade foi registrado em 1º de outubro deste ano, mas até o momento a Secretaria Estadual de Saúde não conseguiu nomear a causa do problema.

A SES-PE informou ainda que o Cievs (Centro de Informações Estratégicas de Vigilância à Saúde) foi notificado e que está acompanhando a evolução das investigações realizadas inicialmente pelas secretarias dos municípios, além de dar apoio técnico nas apurações.

Diante da situação, foi emitido um alerta epidemiológicos para unidades de saúde pública e particular dos municípios de Pernambuco para saber se há casos em outras cidades. No Recife, segundo dados da Sesau (Secretaria de Saúde do Município), 88 pessoas apresentaram sintomas de lesões cutâneas e coceira.

Já a secretaria Municipal de Saúde de Camaragibe informou que 60 pessoas procuraram atendimento médico com sintomas semelhantes nos últimos 15 dias.

Ao todo, até agora, 148 casos foram registrados em Pernambuco. Nos registros de pacientes, estão pessoas com idades entre 2 e 96 anos. As primeiras ocorrências foram registradas em cinco crianças moradoras das comunidades no Córrego da Fortuna e do Sítio dos Macacos, na zona Norte do Recife.

A Vigilância em Saúde do Recife informou que as investigações ocorrem de forma clínica, epidemiológica e laboratorial, com a realização de exames de sangue, coletas de amostras de pele e testes para detectar arboviroses (dengue, zika e chikungunya), assim como testes de covid-19.

Somente Recife tinha notificado o estado sobre o problema, até ontem. Depois do alerta epidemiológico, o município de Camaragibe informou seus registros na emergência do hospital Aristeu Chaves, da rede pública de saúde.

Segundo a prefeitura de Camaragibe as pessoas que procuraram atendimento médico são moradoras dos bairros de Aldeia, Ostracil e Tabatinga. A secretaria do município orienta que pessoas que apresentarem os sintomas se dirijam aos postos de saúde ou hospital para fazer a notificação e receber atendimento médico.

Um estudo entomológico está sendo feito pela Vigilância em Saúde de Camaragibe para descobrir se há relação com a presença de insetos ou artrópodes. A prefeitura informou ainda que foram realizados testes sorológicos para covid-19 e para arboviroses. Além disso, foram coletadas amostras da água da rede de abastecimento.

FONTE: noticias.uol

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2021 :: Todos os direitos reservados