Segunda, 20 de maio de 2019
77 99111-1342
Tecnologia

14/01/2019 ás 16h36

205

Paulo Flores

Licinio de Almeida / BA

Guanambi vai ganhar aplicativo para pedir mototaxi e motoboy
Além de transporte de passageiros, o serviço também oferece transporte de encomendas e Delivery.
Guanambi vai ganhar aplicativo para pedir mototaxi e motoboy

Será lançado nos próximos dias em Guanambi, um aplicativo para solicitar o serviço de mototaxi no estilo Uber, famoso aplicativo de mobilidade. O serviço já funciona em Caetité e Brumado desde agosto do ano passado e o app já está disponível para download em dispositivos com sistema operacional Android e será disponibilizado para IOS junto com o lançamento do serviço em Guanambi. A ideia é do estudante de engenharia de produção, o brumadense, Filipe Martins, de 24 anos, e em Guanambi o serviço é representado por Diego Malheiros. Além de transporte de passageiros, o serviço também oferece transporte de encomendas e Delivery.

O aplicativo Giross pretende estrear em Guanambi oferecendo o serviço de transporte de passageiros e cargas em motocicletas ao custo mínimo de R$1,90. Através do aplicativo, o passageiro irá inserir o destino de sua viagem e solicitar o serviço, os mototaxistas cadastrados que estiverem nas proximidades recebem a notificação e aquele que aceitar primeiro irá de encontro ao passageiro que recebe o nome, número da placa, foto do perfil e status do motociclista. O pagamento poderá ser feito direto pelo aplicativo com cartão de crédito ou em dinheiro.

A empresa responsável pelo aplicativo pretende cadastrar mototaxistas que já atuam no município e outros motociclistas que atendam à política da empresa. Na última sexta-feira (11), os representantes do Giross se reuniram com o prefeito em exercício Hugo Costa para apresentarem o projeto. Eles estão convidando motociclistas interessados no serviço para uma reunião no próximo dia 25, no auditório da Câmara Municipal, com a presença de autoridades municipais.  Segundo o Giross, o objetivo é alinhar a instalação do serviço com o poder público e com os trabalhadores do ramo de transporte em motocicletas.

Os motociclistas que aderirem ao serviço poderão trabalhar no horário que escolherem, basta ficar disponível no aplicativo e aguardar as chamadas para viagens. A empresa fica com um percentual dos ganhos dos motociclistas. O aplicativo promete realizar parcerias com postos de combustíveis e oficinas especializadas para proporcionar descontos para os motociclistas do Giross. A empresa estima que o motociclista pode faturar até R$ 200 a cada três dias de trabalho com o Giross.

O passageiros recebe o custo estimado da viagem na tela do celular antes de solicitar o serviço, além disso, ele pode usar uma touca descartável para usar junto com o capacete e pode avaliar o motociclista sobre seu passeio, a condição de higiene e a educação no atendimento. As avaliações e comentários ficam disponíveis para os usuários saberem a qualificação do motociclista que pode receber prêmios por boas avaliações.

Veja como funciona

Motociclistas ou usuários interessados no serviço ou que tenham dúvidas podem entrar em contato com a Giross pelo número (71) 98821-9533 (Diego Malheiros).

Regulamentação de serviços de mobilidade

Em março de 2018 foi sancionada a Lei 13.640/2018, regulamentando o transporte remunerado de passageiros contratados através de aplicativos. A Lei Federal determina aos municípios a regulamentação desse tipo de transporte e determina a exigência de contratação de seguro de Acidentes Pessoais a Passageiros (AAP), do Seguro Obrigatório de Danos Pessoais por Veículos Automotores de Vias Terrestres (DPVAT). A lei também exige que o motorista deve ser inscrito como contribuinte individual do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

A legislação determina ainda que o motociclista deve ter carteira de habilitação para exercício de atividade remunera e não possuir antecedentes criminais. O veículo deve atender as exigências de conservação e segurança dos órgãos fiscalizadores de trânsito e estar com a documentação em dia.

Em Guanambi, a Superintendência Municipal de Trânsito publicou portaria na última semana, passando a exigir curso especializado para mototaxistas e motofretistas. A medida visa o atendimento à Resolução 410/2012 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que determina a realização de curso com carga horária de 30 horas. Atualmente, 230 mototaxistas estão credenciados a prestar o serviço no município.

FONTE: agenciasertao

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados