domingo, 22 de setembro de 2019
77 99111-1342
Brasil

12/06/2019 ás 07h03

449

Administrador

Licinio de Almeida / BA

O garoto Rhuan foi degolado vivo por casal de lésbicas
Laudo revela que Rhuan levou 12 facadas e foi degolado vivo. Barbárie foi cometida pela própria mãe e a companheira.
O garoto Rhuan foi degolado vivo por casal de lésbicas
Foto: reprodução

O resultado do laudo cadavérico detalha a crueldade inacreditável com que o garoto Rhuan Maycon da Silva Castro, de 9 anos, foi assassinado por um casal de lésbicas, em Samambaia, perto de Brasília.

De acordo com a Polícia Civil, Rhuan levou uma facada no peito enquanto dormia. Assustado, o garoto ainda se levantou e ficou ajoelhado ao lado da cama, onde levou mais 11 golpes desferidos por Rosana Auri da Silva Cândido, 27 anos, sua própria mãe, no dia 31 de maio.

O laudo apontou ainda que, quando a cabeça de Rhuan foi arrancada, os sinais vitais do menino ainda estavam presentes.

Segundo as autoridades, enquanto a mãe começava a esquartejar o corpo, a companheira dela, Kacyla Priscyla Santiago Damasceno, 28 anos, acendia a churrasqueira. A ideia das criminosas era assar as partes do corpo, fazendo com que a carne se desprendesse dos ossos.

De acordo com o médico-legista Christopher Diego Beraldi Martins, a mãe retirou toda a pele do rosto da criança, que seria colocada na churrasqueira e jogada em um vaso sanitário.

Para tornar o corpo ainda mais irreconhecível, a própria mãe também tentou retirar, com a faca, os globos oculares de Rhuan, informa o site Metrópoles.

Após tentar assar o corpo do menino, as mulheres desistiram ao perceberem que a carne não desprendia dos ossos como elas esperavam. Resolveram então dividir as partes do corpo em duas mochilas infantis.

Em 2015, aos 5 anos, o garoto foi separado do pai após o casal de lésbicas fugir com a criança. A mãe também confessou à polícia ter decepado o pênis do menino há cerca de um ano, alegando que a criança seria transgênero.


 

FONTE: renovamidia

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados