Quinta, 20 de junho de 2019
77 99111-1342
Polícia

12/06/2019 ás 07h36

598

Administrador

Licinio de Almeida / BA

Menina é esquartejada em 1º encontro com jovem que queria ‘saber como é’ matar uma pessoa
A vítima chegou a publicar no Twitter receio de ir à casa do suspeito, que teve ajuda da namorada – também detida – para esconder pedaços do corpo.
Menina é esquartejada em 1º encontro com jovem que queria ‘saber como é’ matar uma pessoa
Facebook + ACidadeON/Araraquara/Reprodução

Um crime estarrecedor em Araraquara, cidade do interior paulista a cerca de 300 km da capital, tem ecoado pelo país. Uma adolescente de 16 anos foi morta e esquartejada por um jovem de 17 anos durante o primeiro encontro de ambos, no último domingo (9). A vítima chegou a publicar no Twitter receio de ir à casa do suspeito, que teve ajuda da namorada – também detida – para esconder pedaços do corpo.

“Eu nunca falei com ele pessoalmente e mal sei onde mora, se eu sumir/morrer já sabe”, publicou Yasmin da Silva Nery, na madrugada de domingo, horas antes do crime. “Pensando melhor não sei se deveria ir na casa dele assim de primeira aaa”, tuítou na sequência.


Inicialmente, a família da vítima suspeitou que os dois se conheceram pela internet. Já o adolescente de 17 anos afirmou, em depoimento à polícia, que eles se conheceram em um show no sábado à noite. No dia seguinte, combinaram o fatídico encontro.



‘Saber como é’

O jovem conseguiu convencer Yasmin a ir à casa dele. Ele aproveitou que a mãe havia saído para ir à igreja e levou a adolescente até o banheiro da residência. “Ele pediu para ela fechar os olhos, para ver onde ela estaria com ele. Ela, ‘apaixonada’, respondeu. Ele deu um golpe [por trás] conhecido como ‘mata-leão’ e ai começou a luta”, conta o delegado da DIG (Delegacia de Investigações Gerais), Edimar Piccolo, ao portal A Cidade On, de Araraquara.

O suspeito já tinha planejado o crime e guardou uma faca no banheiro. Yasmin tentou se defender e feriu o suspeito na perna. Durante a briga, ela foi jogada ao chão já sem consciência. No banheiro mesmo, embaixo do chuveiro, o suspeito esquartejou a vítima – aprendeu a técnica na “deep web” (parte oculta da internet).

O jovem, então, colocou um dos membros na mochila e deslocou-se até a casa da namorada para exibir o que considerava um “troféu”. Jogou um pedaço no bueiro e depois, com a ajuda da namorada, dispensou o corpo de Yasmin em uma lagoa.

Por esse motivo, a polícia também deteve a namorada do suspeito. Ela chegou a dizer aos policiais que ajudou o namorado com medo que ele fizesse a mesma coisa com ela – porém, a versão não foi aceita. A adolescente, também de 17 anos, teria orientado o namorado com o intuito de dificultar o trabalho da polícia.

Ele foi encaminhado ao NAI (Núcleo de Atendimento Inicial), na cidade de São Carlos (SP), enquanto ela foi levada a uma unidade de internação da Fundação Casa, no município de Franca (SP).



‘Killer’

O celular do rapaz foi apreendido e a senha também chamou a atenção dos policiais: “killer”, ou assassino em inglês. Os investigadores, inclusive, alegaram que jamais haviam se deparado com tamanha violência, mesmo tendo que lidar com o crime diariamente.

Um pedaço do corpo de Yasmin foi guardado em um carrinho de lanches, na casa do suspeito. Mas a ideia do adolescente era guardar no quarto dele – só colocou no carrinho porque sabia que a polícia estava atrás. A operação dos policiais e a consequente prisão ocorreram na segunda-feira.

O motorista Waldir Nery, pai da vítima, disse ao G1 que já esperava pelo pior. “Eu já esperava. 24 horas [desaparecida]. Ela não ficava duas horas fora de casa, era escola-casa, escola-casa”, desabafou.

“Ela saiu de casa umas 16h30 e às 17h a mãe dela ligou e ela ainda atendeu. Ela disse que tinha ido com um colega que a gente conhece, mas aí a mãe ligou para confirmar e o moleque não estava com ela não, era esse outro, ela mentiu”, explicou o pai.



Aulas suspensas

A escola onde Yasmin estuda, o Collegium Sapiens, emitiu uma nota informando da suspensão das atividades nesta terça-feira (11):

“Tomados de imensa consternação pela notícia do falecimento trágico de nossa aluna, Yasmim da Silva Nery, informamos que todas as atividades do Collegium Sapiens Araraquara estarão suspensas amanhã, terça-feira (11/6), por motivo de luto.A direção, juntamente com professores, colaboradores e alunos, manifestam profundo pesar pelo ocorrido, formando uma rede de apoio e solidariedade aos pais e familiares. Gratos pela compreensão”.

FONTE: bhaz

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados