Sábado, 24 de agosto de 2019
77 99111-1342
Polícia

12/08/2019 ás 14h15

351

Administrador

Licinio de Almeida / BA

Bahia: Servidor sequestrado, torturado e morto havia denunciado “fake news” contra ele
Edielson dos Santos Coelho, 34 anos, havia feito um apelo em grupos de WhatsApp e tentou desconstruir uma fake news atribuída a ele.
Bahia: Servidor sequestrado, torturado e morto havia denunciado “fake news” contra ele
Foto: reprodução

O motorista de ambulância da Prefeitura de Cachoeira, Edielson dos Santos Coelho, 34 anos, foi encontrado morto e com sinais de tortura neste domingo (11), na Estrada da Água, zona rural de Cachoeira, no recôncavo baiano. Ele foi sequestrado horas antes, na madrugada do dia anterior, por homens armados, que invadiram a sua casa, na localidade de Belém. A esposa e o filho presenciaram o momento que Edielson foi algemado e levado. A vítima foi atingida por vários tiros e com uma fita adesiva na boca.

De acordo com a fonte do Informe Baiano, em 2018, a vítima, que era natural de Muritiba, fez um apelo em grupos de WhatsApp e tentou desconstruir uma fake news atribuída a ele. Na época, relatou que criminosos estavam se passando por ele e fazendo ameaças. “Não sou eu esse perfil que tão usando, tão ameaçando as pessoas como se fosse eu. Mas não sou eu todos que me conhece sabe que sou uma pessoa de bem, pai de família, trabalhador, então me ajude a compartilhar por favor. Aí embaixo segue um dos números, mas os outros eu não sei. Obrigado”, escreveu Edielson. A autoria e motivação do crime são investigadas pela Polícia Civil.


A imagem pode conter: 1 pessoa, close-up


 

FONTE: vitoriadaconquistanoticias

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados