Sábado, 19 de outubro de 2019
77 99111-1342
Bahia

11/10/2019 ás 20h19

180

Administrador

Licinio de Almeida / BA

Brumado: Mulher denuncia venda de senhas na Central de Marcação
Os pacientes relatam que, em muitos casos, é preciso acampar na porta da Central para tentar conseguir uma senha e ser atendido.
Brumado: Mulher denuncia venda de senhas na Central de Marcação
Foto: Huan Nunes l 97NEWS

Mais uma vez a venda de senhas na Central de Marcação volta a ser alvo de críticas, mostrando que os “espertalhões de plantão” estão sempre prontos para enganar suas vítimas indefesas. Eles primeiramente se infiltram na sociedade, chegam a dormir na fila para adquirir a senha e, por último, se aproveitam da fragilidade das pessoas que precisam fazer exames com certa rapidez e dão o “golpe” vendendo as senhas por quantias que giram em torno de R$ 20 a R$ 30,00, chegando em alguns casos atingir a R$ 50,00, com o detalhe que isso é por exame. Pacientes que precisam marcar consultas no Sistema Único de Saúde (SUS), em Brumado, estão passando por dificuldades. Mesmo com a quantidade de senhas distribuídas sendo dobradas e o atendimento realizado por vários servidores. Com a venda, quem precisa do atendimento não consegue por conta da demanda. Os pacientes relatam que, em muitos casos, é preciso acampar na porta da Central para tentar conseguir uma senha e ser atendido. Além disso, a prática de venda de senhas também dificulta o processo de marcação. "Fui ontem de madrugada com minha filha que está doente e não consegui mais vaga, tem pessoas chegando lá 1h da manhã, para depois vender as senhas. Chegou ao ponto de haver tumulto na Central ontem por conta disso", afirmou a mãe que não quis se identificar.



Foto: Huan Nunes l 97NEWS


Segundo ela, quando chega já existe uma grande quantidade de pessoas esperando na fila, mas muitos deles não estão lá para pegar as senhas para uso próprio. “O que está revoltando a gente é que quando chegamos aqui, o pessoal que passa a noite na fila está vendendo cinco vezes a senha, daí fica cinco pessoas na frente. Eles esperam na fila, pegam várias senhas e vendem para as pessoas. Daí, quando essas pessoas chegam pela manhã, ficam na frente de quem chegou de madrugada. Já deu briga porque pessoas são colocadas na frente das outras e está dando confusão”, relatou a mulher. Diante disso entramos em contato com o secretário de Saúde, Claudio Feres, no qual relatou que se houver vendas de senhas na Central de Marcação, elas acontecem na parte externa do setor público e, que fica difícil controlar essa ação. Ainda segundo o secretário, o município está buscando um sistema de distribuição de senhas para evitar este tipo de fraude. Por fim, Claudio Feres disse que “abomina esse tipo de comportamento, de pessoas com péssimas intenções se aproveitando da inocência de pacientes que estão vulneráveis para criar um clima de terror e assim obter lucro indevido”. Feres ainda alertou, “aqueles que comprovarem a denúncia da venda de senhas liguem para a ouvidorias do município e façam a denúncia, pois o sigilo é absoluto e ninguém será identificado”, disse Feres. O telefone da ouvidoria do município é o 0800-282-8700.

FONTE: 97news

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados