Quarta, 13 de novembro de 2019
77 99111-1342
Brasil

10/11/2019 ás 18h50

388

Administrador

Licinio de Almeida / BA

Delegado do caso Marielle teria recebido R$ 400 mil de propina para obstruir investigação, diz PF
Rivaldo Barbosa nega as acusações
Delegado do caso Marielle teria recebido R$ 400 mil de propina para obstruir investigação, diz PF
(Foto: Renan Olaz/Câmara Municipal do Rio)

O delegado Rivaldo Barbosa está sendo acusado pela Polícia Federal de ter recebido R$ 400 mil para obstruir as investigações sobre a morte da vereadora Marielle Franco (PSOL) e o motorista Anderson Gomes, assassinados em março de 2018, no Rio de Janeiro.

A PF apresentou relatório ao Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ), afirmando que Barbosa foi citado na conversa telefônica entre o vereador Marcello Sicilliano e o miliciano Jorge Alberto Moreth, conhecido como Beto Bomba, que está preso.

Em entrevista ao Uol, o delegado negou as acusações e disse que desconhece o relatório da PF e o conteúdo da ligação interceptada. Sobre o caso Marielle, ele disse que nunca atrapalhou as investigações.


 

FONTE: varelanoticias

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados