Quinta, 28 de maio de 2020
77 99111-1342
Mundo

22/05/2020 ás 19h42

327

Paulo Flores

Bahia-Brasil / BA

Americano de 32 anos mata o pai durante videoconferência pelo Zoom
Crime aconteceu na cidade de Amityville, mundialmente famosa por causa do filme de terror que leva seu nome; participantes da chamada viram tudo e ligaram para a polícia
Americano de 32 anos mata o pai durante videoconferência pelo Zoom
Thomas Scully-Powers foi preso e confessou o assassinato do pai durante videochamada pelo Zoom Foto: Reprodução/vídeo

Um americano de 32 anos matou o próprio pai quando este participava de uma reunião virtual no aplicativo Zoom, indicou nesta sexta-feira (22) a polícia do condado de Suffolk, periferia de Nova York.

Na quinta-feira (21), pouco depois do meio-dia, Thomas Scully-Powers apunhalou seu pai, Dwight Powers, 72, até a morte na cidade de Amityville, em Long Island, muito conhecida pelo filme de terror que leva seu nome e estreou em 1979.

O criminoso bateu primeiro, antes de procurar facas com as quais atingiu o pai no peito, costas e pescoço, "quase decapitando-o", de acordo com o relatório do promotor citado na autópsia.

Quando o agressor voltou armado com facas, os participantes ligaram para o número de emergência, informou a polícia. "Este é um caso chocante e perturbador", disse o promotor local Timothy Sini.

Quando os policiais chegaram à cena do crime, o autor da agressão, que morava com o pai, fugiu pulando pela janela do primeiro andar, de acordo com o promotor. Em seguida, parou numa loja onde bebeu um refrigerante e tentou  limpar o sangue do corpo, mas a polícia o pegou a alguns quarteirões de distância.

Nesta sexta-feira, Thomas Scully-Powers foi formalmente acusado de assassinato e preso, enquanto aguarda uma nova audiência marcada para 26 de maio. "Segundo sua própria confissão, o suspeito esfaqueou brutalmente seu pai repetidamente, até ter certeza de que ele estava morto. A investigação continua" até ser feita justiça, informou o promotor.

O promotor não especificou qual poderia ser o motivo do crime, mas de acordo com Thomas Scully-Powers, foi seu pai que começou a luta. O suspeito tem antecedentes criminais e pode pegar até 25 anos de prisão.

Este crime parece ser o primeiro na plataforma Zoom, cuja quantidade de usuários explodiu devido ao confinamento decretado pela pandemia em grande parte do mundo.

Atualmente, milhões de pessoas se reúnem diariamente em plataformas como Zoom, Google Hangout, Houseparty ou Facetime para conversar, tomar uma bebida juntos ou celebrar datas comemorativas.

FONTE: otempo

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2020 :: Todos os direitos reservados